• Tatiana Carvalho

Pratos e petiscos com carne de porco atraem turistas para Socorro, no Circuito Águas Paulista

Até o dia 31 de outubro ocorre o Festival Gastronômico "Sabores de Socorro", com opções entre R$ 10 e R$ 62, em restaurantes, lanchonetes e cafeterias participantes


Sanduíche London Pork. Crédito: ASTUR - VGCOM/ Divulgação

Organizada pela Associação de Turismo da Estância de Socorro (ASTUR), tem atraído turistas da região e também de cidades como São Paulo, São José dos Campos, Araras, Santo André, São Bernardo, Rio de Janeiro, do sul de Minas Gerais, como Pouso Alegre e também Argentinos.


“As pessoas ficaram presas em casa por muito tempo e agora estão privilegiando viagens curtas e em meio à natureza. E, Socorro aparece como uma ótima opção”, afirma Ana Luiza Russo, presidente da ASTUR.

Restaurantes, lanchonetes e cafeterias participantes oferecem opções saborosas e de qualidade entre petiscos, salgados, lanches e pratos, que variam de R$ 10 a R$ 62. Todos com a carne de porco como ingrediente obrigatório e o café, como opcional. De costela defumada em lenha de café à copa lombo com molho caramelizado de café, os apaixonados por estes dois ingredientes terão boas experiências.  


As opções que combinaram a carne suína com o toque do café são Copa lombo com molho caramelizado de café acompanhado de purê de batata doce e tomate confit e Panacota de cappuccino com espuma de café e praline de grãos de café torrados (R$ 62 os dois), do Restaurante Ancestral, e o Sanduíche de pastrami suíno (costela curada e defumada em lenha de café servida na baguete com queijo e picles) (R$ 25), do Trilha Café.


Se a ideia é experimentar o prato principal, as sugestões são o Mignon suíno ao molho agridoce com farofa de abacaxi, incluso no buffet (R$ 61,90 o quilo), do Sal & Pimenta; o Prime rib suíno com risoto cítrico (R$ 37,90), do Ristorante D´Napoli; e Medalhão suíno com molho limoncello com creme de mandioquinha e vinagrete, acompanha arroz feito no caldo de milho (R$ 29,90), do Massimo Restaurante, e Pernil recheado do Vale – pernil recheado com purê de mandioca, pedaços de bacon e linguiça calabresa, coberto com mussarela e parmesão (R$ 40) e, para beber, Caipirinha de café com cachaça (R$ 10) e com saquê ou vodka (R$ 15), do Restaurante Vale das Pedras.


Para quem gosta de um bom lanche, London Pork – servido na baguete com copa lombo, patê de cream cheese, mostarda, mel e queijo prato com ervas, alface, rúcula, cebola, tomate e tomate cereja e de sobremesa Brownie com cream de café (R$ 23,90 os dois), da London Cafeteria; Lanche Queen – hambúrguer de costelinha suína, coberto com queijo do reino e queijo prato, onion rings, barbecue, mostarda dijon e alface no pão de brioche (R$ 26,90), do HamburQueen, e Pulled Pork Burguer – burguer artesanal de 180g, queijo prato, copa lombo desfiado e defumado, molho barbecue e salada coleslaw no pão de brioche (R$ 28), do Temple Burger. 


Salgados como Empada de bacon assada com molho especial e café expresso (R$ 10 os dois), da cafeteria Shopp Café, e Pastel de costelinha suína – com mozarela e parmesão, acompanha molho barbecue (R$ 12), do Nectaria Good Foods, também prometem agradar. O famoso torresmo não poderia faltar, dessa vez em uma versão diferente: Torresmo de rolo (R$ 45), do Centro de Lazer Pitauá.


As sugestões do festival gastronômico Sabores de Socorro estarão disponíveis até o fim de outubro, no almoço e jantar – respeitando dias e horários de funcionamento de cada estabelecimento - exceto no restaurante Sal & Pimenta, apenas aos domingos e o Restaurante Vale das Pedras, nos sábados e domingos (17,18 e 31/10).


Quem mora na cidade, ainda tem a opção de delivery do Massimo, London Cafeteria e Temple Burger.


O objetivo do festival é promover uma experiência gastronômica rica em história, cultura, identidade e saber fazer com produtos locais. O hábito de comer carne de porco sempre foi grande na região de Socorro, por ser uma área agrícola e pela proximidade com Minas Gerais. Intensificou-se com a chegada dos imigrantes italianos. De “pai para filho” o costume se mantém. “Já tivemos grandes criadores de suínos em Socorro, hoje o número diminuiu, mas o hábito permanece”, conta Paulo Segatto, chef do Ristorante D´Napoli. “Na culinária regional o porco é bem tradicional principalmente na feijoada, às quartas e sábados, na bisteca e no pernil assado, nos fins de semana”, afirma.


O festival é uma oportunidade para valorizar gastronomia da cidade e as peculiaridades. “Todos os participantes estão cientes, colocando em prática e comprometidos com os protocolos de higiene para prevenção da Covid-19”, afirma Ana Luiza Russo, presidente da ASTUR. De forma geral, as medidas de segurança tomadas pelos estabelecimentos vão desde obrigatoriedade no uso de máscara, até cardápio com QR Code, disponibilização de álcool em gel e distanciamento das mesas.


Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco