• Giovanna Leopoldi

O debate de Harris e Pence em 6 destaques

Encontro teve discussão sobre economia, indicação para a Suprema Corte e tensão racial, entre outros temas. Veja destaques do primeiro e único debate entre Kamala Harris e Mike Pence.

Faltando 28 dias para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, os candidatos à vice presidência Kamala Harris e Mike Pence discutiram nesta quarta-feira (7) em um clima muito mais tranquilo e cordial do que o do debate protagonizado por Joe Biden e Donald Trump na semana passada.


Harris criticou duramente atuação do governo no combate à pandemia de coronavírus. Pence disse que líder americano colocou os EUA em primeiro lugar desde o início. Esse foi o primeiro e único debate em que os dois candidatos participam antes das eleições em 3 de novembro.


Veja abaixo seis destaques do confronto entre os candidatos:


  1. Racismo e violência policial

  2. Indicação para a Suprema Corte

  3. Energia renovável e meio ambiente

  4. Recuperação econômica

  5. A vice presidência

  6. Pandemia do coronavírus


Kamala Harris e Mike Pence em debate na noite desta quarta-feira (7). — Foto: REUTERS/Brian Snyder

1. Pandemia do coronavírus “O povo americano testemunhou o que é o maior fracasso de qualquer administração presidencial na história de nosso país” , afirmou a senadora Kamala Harris.

A candidata do partido democrata relembrou os altos números da Covid-19 nos EUA. O país concentra mais de 7,5 milhões de confirmações de casos da doença e pelo menos 210 mil mortes por complicações do coronavírus.


Em sua defesa, Pence disse que, desde o início, Trump colocou os EUA em primeiro lugar. "Ele fez o que nenhum outro presidente fez: proibiu viagens da China, e o senador Biden disse que isso era xenofobia". Segundo Pence, isso salvou milhares de vidas.


Ela redobrou as críticas quando Pence foi questionado por que membros do governo se expuseram ao participar de um evento no jardim da Casa Branca, no fim de setembro, no qual muitas pessoas podem ter sido contaminados pelo coronavírus, inclusive o presidente Trump.


A democrata afirmou ainda que Biden tem um plano para o caso de ser eleito e assumir o cargo antes do fim da pandemia. Segundo ela, sua administração terá foco em "ampliar rastreamento de contato e testes, na administração da vacina e em certificar-se de que ela será gratuita para todos".


2. A vice-presidência

Seja Donald Trump, de 74 anos, ou Joe Biden, de 77, quem levar a eleição de 3 de novembro será o mais velho presidente dos EUA até hoje. Desta forma, muitos acreditam que existem grandes chances de o vice chegar ao mais alto cargo de comando do país.


No entanto, ambos evitaram responder diretamente quando questionados sobre a saúde de seus colegas de chapa e se tiveram conversas sobre a possibilidade de assumirem o cargo. Os dois apenas disseram que tanto Biden quanto Trump são "transparentes".


Debate vice dos EUA — Foto: AP Photo/Patrick Semansky

3. Recuperação econômica

Ao debaterem o estado da economia dos EUA, os dois candidatos discutiram sobre corte de impostos: Pence disse que Biden quer interromper corte de impostos, mas Harris diz que a medida não valeria para quem ganha menos de US$ 400 mil.


Segundo a senadora, a saúde da economia se baseia na saúde do trabalhador e da família, mas Trump "mede a economia pela quantidade de pessoas ricas". A candidata democrata questionou a situação fiscal de Trump, que teria deixado de pagar impostos por dez anos, segundo o "New York Times".


Mike Pence defendeu seu companheiro de chapa e disse: "O povo americano tem um presidente que é um homem de negócios e criador de empregos. E ele pagou dezenas de milhões de dólares em impostos".


Debate entre os candidatos a vice presidência Kamala Harris e Mike Pence nesta quarta (7) — Foto: Reprodução/Globonews

4. Energia renovável e meio ambiente

Segundo Pence, Biden e Harris iriam voltar ao Acordo de Paris, adotariam o Green New Deal e iriam banir a prática do fracking (método de extração de gás e petróleo pelo qual se injeta material sob pressão no subsolo, provocando fraturas), o que iria "arrasar famílias americanas".


Em resposta, Harris afirmou que Joe Biden não irá banir o fracking, e "isto é um fato". Ela disse ainda que o democrata pretende criar empregos, e que milhões deles virão do uso de energia limpa e renovável.


"Joe acredita na ciência. Vamos voltar ao Acordo Climático com orgulho. Já esta administração tirou as palavras Ciência e Mudanças Climáticas de seu site", disse Harris.


5. Indicação para a Suprema Corte

A indicação de Amy Coney Barrett para uma vaga na Suprema Corte dos EUA também foi tema no debate de quarta. A juíza conservadora foi indicada por Trump para substituir Ruth Ginsburg, que morreu no mês passado por um câncer.


Harris, defende o adiamento da nomeação do próximo juiz para o ano que vem: "Deixem as pessoas americanas decidirem quem vai ocupar a Casa Branca e então vamos decidir quem ocupará esse assento vitalício na Suprema Corte".


O candidato republicano apoia a nomeação e pediu uma "sabatina justa" à juíza Barrett. Na próxima semana ela será sabatinada pelo Senado dos EUA, e Harris participará da sessão. Ele mencionou a posição dura dada por Kamala Harris ao outro juiz nomeado por Trump, Brett Kavanaugh.

6. Racismo e violência policial


Quase ao fim do debate, a senadora da Califórnia chegou a demonstrar irritação durante uma discussão sobre justiça racial. Mike Pence lamentou o caso de Breonna Taylor, mas disse que acredita no sistema de justiça dos Estados Unidos.

"Essa ideia de que a América é sistemicamente racista e de que há preconceito implícito na aplicação da lei, como dizem Biden e Harris, é um grande insulto para os homens e mulheres que trabalham nesse setor” , disse Mike Pence.

Foi então que Harris, ex-procuradora federal, respondeu irritada, dizendo ser a única naquele palco a já ter acusado legalmente uma série de criminosos de todos os tipos.


"Não vou sentar aqui e ouvir uma palestra do vice-presidente sobre o que significa fazer cumprir as leis do nosso país. Eu sou a única neste palco que processou pessoalmente de tudo, desde agressões sexuais infantis a homicídio", afirmou.


Ela então citou o presidente Trump, afirmando que no debate contra Joe Biden o presidente não foi capaz de condenar um grupo supremacista branco e lembrando o episódio de Charllotesville, em 2017, quando ele disse que havia pessoas boas "dos dois lados" durante um incidente também envolvendo supremacistas brancos.


Por G1

https://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2020/noticia/2020/10/08/destaques-do-debate-dos-candidatos-a-vice-presidencia-nos-eua.ghtml

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco