• Tatiana Carvalho

Movimento Bem Maior fecha parceria com o Gerando Falcões e se compromete com investimento de R$12 Mi

O objetivo é ampliar a capacitação e formar líderes sociais para impactar suas comunidades utilizando educação, tecnologia e renda


Edu Lyra, CEO e fundador da Rede Gerando Falcões | Imagem: Ricardo D' Angelo/ Veja SP

Com o projeto de criar uma universidade social, fortalecer as oficinas das ONGs e Instalar uma escola de liderança, o Movimento Bem Maior tem como a meta estar presente em 1200 comunidades, capacitar 540 líderes e ter 100 unidades aceleradas, até 2024.

Diante do cenário preocupante que a população civil está vivenciando onde a economia e saúde foram afetadas de formas desastrosas, as instituições precisam estar sempre atentas para agir proativamente em suas comunidades locais para que o impacto seja o menor possível. E com a Gerando Falcões não foi diferente.

A parceria do MBM com a Gerando Falcões foi um dos primeiros passos para que a ONG possa acelerar as diversas iniciativas de fortalecimento local, investindo em modelos franquiados de negócios, para que a comunidade consiga expandir e se estabelecer financeiramente.

Um exemplo foi construir uma escola para a capacitação de líderes e de gestão a fim de disseminar conhecimentos, além da criação de oficinas tradicionais afim de ajudar as pessoas desempregadas no egresso para o mercado de trabalho. Outro objetivo é melhorar e impulsionar a vida de jovens que vivem nas periferias e desenvolver suas habilidades, sendo assim, um motor de geração de renda para famílias e com isso aumentar as chances de sucesso no futuro.

Para nós, capacitar e fortalecer lideranças comunitárias é um ponto crucial no desenvolvimento autônomo das regiões menos favorecidas desse país. A parceria com o Gerando Falcões, e outros coinvestidores, vem para gerar impacto sistêmico nas favelas, levando prosperidade e derrubando bloqueios sociais.” Carola Matarazzo, diretora-executiva do Movimento Bem Maior.

Fundado em 2018, o Movimento Bem Maior é uma organização social apartidária, sem fins lucrativos, que atua identificando, conectando e viabilizando importantes iniciativas de impacto social com um único objetivo: fortalecer o ecossistema filantrópico no Brasil. Por meio da mobilização de lideranças e da articulação intersetorial o MBM visa ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva.


“Somos uma rede atuando dentro de periferias e favelas, que trabalha a educação, através da cultura, esporte e qualificação profissional, para oferecer cidadania e geração de oportunidades. Precisamos quebrar muros e construir pontes para colocar a miséria das favelas em um museu".


O Brasil vai ser melhor quando não houver fronteira entre a favela e a Faria Lima, entre o asfalto e o morro. Esse é o caminho”, afirma Edu Lyra, CEO e fundador da Rede Gerando Falcões.

A Gerando Falcões é uma plataforma de impacto social que trabalha em rede. Ou seja, uma ONG que apoia e acelera o trabalho de outras ONGs que atuam em periferias de favelas de todo o Brasil. Hoje, a Rede conta com cerca de 80 organizações, que atendem favelas espalhadas por 42 cidades, de 6 estados. Nosso sonho é de, em 4 anos, atender 1200 favelas em todo o Brasil. Até o final de 2020, nosso ecossistema contará com mais de 80 ONGs, impactando cerca de 290 favelas. Seu foco são iniciativas transformadoras, capazes de gerar resultados de longo prazo. Os projetos se baseiam em inclusão digital, esporte e cultura para crianças e adolescentes e qualificação profissional para jovens e adultos. A Gerando Falcões foi criada em 2011 pelo empreendedor social Edu Lyra.