• Giovanna Leopoldi

Festival de Berlim não diferenciará mais gênero em prêmio de atuação

A partir da próxima edição, festival não terá mais premiação de "melhor ator" e "melhor atriz"


Os diretores do Festival de Cinema de Berlim, Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian, anunciaram uma grande mudança no evento da premiação internacional de cinema: já para o festival de 2021, os prêmios de atuação do Urso de Prata (que contempla as categorias de melhor ator e melhor atriz) serão neutros em termos de gênero.


Um comunicado do festival diz: “Em vez dos prêmios de Melhor Ator e Melhor Atriz, um 'Urso de Prata para Melhor Performance Principal' e um 'Urso de Prata para Melhor Performance Coadjuvante' serão cada um concedido em uma base de gênero neutro."


Os prêmios para ator e atriz são entregues desde 1956. Os ganhadores mais recentes são Elio Germano (“Oculto”) e Paula Beer (“Ondine”) do festival de 2020.


“Acreditamos que não separar os prêmios no campo da atuação de acordo com o gênero representa um sinal para uma consciência mais sensível ao gênero na indústria cinematográfica”, disseram os diretores da Berlinale Rissenbeek e Chatrian no comunicado para imprensa.

O anúncio torna o Festival de Berlim o primeiro grande festival internacional de cinema a mudar a forma como distribui seus prêmios de atuação com base no gênero.


Além das categorias de atuação neutra em termos de gênero, os diretores confirmaram que o Festival de Cinema de Berlim de 2021 será realizado como uma edição física e não virtual.


O 71º Festival de Cinema de Berlim acontecerá de 11 a 21 de fevereiro de 2021.


Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco