• Giovanna Leopoldi

Com domínio absoluto, Israel Adesanya nocauteia Paulo Borrachinha no UFC 253

Nigeriano dá aula de trocação e vence com facilidade o brasileiro no segundo assalto


Por Combate.com — Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos


A luta mais esperava do ano foi um monólogo. Com uma atuação exuberante, Israel Adesanya deu uma verdadeira aula de trocação e nocauteou Paulo Borrachinha aos 3m59s do segundo round, na luta principal do UFC 253, válida pelo cinturão do peso-médio (até 84kg). O nigeriano controlou a distância, minou a base do brasileiro e construiu o nocaute técnico com maestria, impondo ao rival a primeira derrota em 14 lutas na carreira.

Israel Adesanya venceu Paulo Borrachinha e manteve o cinturão — Foto: Getty Images

Se Borrachinha perdeu a invencibilidade na carreira, Adesanya estendeu a sua para 20 lutas. A performance serve para apagar a luta monótona que fez em sua defesa de cinturão anterior, quando venceu Yoel Romero por pontos.

A luta

Adesanya trabalhou chutes baixos e pisões no joelho no primeiro minuto de luta, enquanto o desafiante se mexia para tentar encontrar o momento de encurtar a distância. Borrachinha respondeu com dois chutes altos, mas o nigeriano controlava a distância com seus mais de 20 centímetros de vantagem de envergadura. No meio do round, o brasileiro passou a provocar mais. Mostrou a língua, colocou as mãos para trás, baixou a guarda, mas o campeão manteve o foco e devolveu a provocação ao cruzar os braços após um chute baixo. Borrachinha tentou acelerar o ritmo para encurtar nos últimos segundos, mas Adesanya neutralizou as investidas.


Israel Adesanya passeou diante de Paulo Borrachinha na luta principal do UFC 253 — Foto: Getty Images

O campeão seguia minando a perna da frente do brasileiro com chutes baixos. O desafiante seguia em sua caça para entrar no raio de ação e, quando conseguiu, acertou bom chute nas costelas. Adesanya mantinha a estratégia de trabalhar os chutes e passou a fazer o brasileiro caminhar mais para trás após um golpe na cabeça. Conforme foi ganhando confiança, o nigeriano passou a usar jabs e diretos, fez o desafiante andar para trás e conectou golpes duros que fizeram Borrachinha cair. No ground and pound, bateu até a interrupção do árbitro central.


UFC 253 26 de setembro de 2020, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília): Israel Adesanya venceu Paulo Borrachinha por nocaute técnico aos 3m59s do R2 Jan Blachowivz venceu Dominick Reyes por nocaute técnico aos 4m36s do R2 Brandon Royval venceu Kai Kara-France por finalização aos 48s do R2 Ketlen Vieira venceu Sijara Eubanks por decisão unânime (triplo 29-28) Hakeem Dawodu venceu Zubaira Tukhugov por decisão dividida (28-29, 30-27 e 29-28) CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília): Brad Riddell venceu Alex Leko por decisão unânime (triplo 29-28) Jake Matthews venceu Diego Sanchez por decisão unânime (triplo 30-26) Ludovit Klein venceu Shane Young por nocaute a 1m16s do R1 William Knight venceu Aleksa Camur por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27) Juan Espino venceu Jeff Hughes por finalização aos 3m48s do R1 Danilo Marques venceu Khadis Ibragimov por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)


Leia mais em https://globoesporte.globo.com/combate/noticia/com-dominio-absoluto-israel-adesanya-nocauteia-paulo-borrachinha-no-ufc-253.ghtml